fbpx

Web Design Responsivo

Sites adaptáveis a dispositivos móveis? Sim, é um realidade.

Websites com layout responsivo que se adaptam a todos os dispositivos móveis como smartphones ou tablets, promovendo uma usabilidade adequada à dimensão e formato destes dispositivos. Contacte-nos ou de preferir peça uma proposta para o seu projecto móvel.

Versão mobile

Alguns sites exigem mais do que um layout responsivo e, nestes casos, é desenvolvida uma versão mobile do website de raiz, com características e funcionalidades orientadas para o utilizador de dispositivos móveis.

A versão mobile de um Site permite não só um layout, grafismo e navegabilidade mais apropriada, como também, criar uma estrutura de conteúdos própria e mais adequada ao utilizador de dispositivos móveis.

Mobile marketing

O Google considera os websites responsivos (ou com versão mobile), como um novo factor de qualidade para os anúncios no Adwords.

Como resultado, as campanhas optimizadas para dispositivos móveis oferecem prioridade e melhor desempenho para esses websites. Este tipo de campanhas geram normalmente mais tráfego a um custo mais reduzido.

Website mobile?

60% do tráfego registado pelo Google é realizado via smartphones e/ou tablets, o que levou a empresa norte-americana a atualizar o seu algoritmo, penalizando os websites que não apresentem adaptabilidade a dispositivos móveis.

Face a este enquadramento, ter um website responsivo (ou com versão mobile) deixa de ser opcional, mas sim uma exigência absoluta para quem pretende assegurar a visibilidade do seu site na internet.

Como fazer o meu site vender mais?

Depois de muito esforço, estudo e investimento finalmente coloca o seu site no ar. E aí, surge a dúvida: será que o site vai conseguir cumprir o seu papel de vendedor? Caso não consiga, então surge a segunda pergunta: como fazer o meu site vender mais?

Não importa se o seu site é um e-commerce que trabalha diretamente com a venda do produto, ou um site institucional, cujo “produto” vendido é a imagem da sua empresa. Se o site não traz resultados positivos, não está a desempenhar a sua função.

A Realidade Atual do Comércio Online

Vamos analisar alguns pontos:

O trabalho desenvolvido em e-commerce é um dos mais poderosos do mundo. O número de comerciantes no mercado é alto, sendo que utilizam técnicas cada vez mais sofisticadas. Isto torna a a competição pelas primeiras colocações nos motores de busca cada vez mais renhida.

Ou seja, a arte de atrair os usuários está cada vez mais complexa. Não basta só colocar um site online, é preciso fazê-lo vender. Também não adianta ter o melhor produto, o menor preço ou as formas de pagamento mais convenientes. Isto ficou para trás! Precisa de ter uma oferta de produto mais atrativa, ou uma imagem, no caso de um site institucional.

Como Fazer uma Oferta de Produto Mais Atrativa

Não existe uma solução padrão para isto, nem mesmo uma resposta instantânea. Como fazer o meu site vender mais é uma pergunta que é respondida diariamente, num processo de análise, de tomada de decisões baseadas em dados e não em suposições.

Existem algumas ramificações do marketing digital que, ao serem trabalhadas de maneira mais efetiva, podem melhorar, e muito, as vendas do seu site. Dicas para aumentar vendas pela internet e superar as próprias expectativas!

8 Dicas para Aumentar as suas Vendas na Internet

1) Conheça o seu Público

Este é o ponto central para se conseguir vender qualquer coisa:

É incrível a quantidade de empresas que simplesmente ignora o seu público na hora de criar um site ou confeccionar alguma campanha.

Uma grande vantagem que a internet nos dá é a precisão na análise de dados. Por exemplo, pelo Google Analytics, é possível levantar inúmeras informações úteis; só precisamos de saber aplicá-las!

Identificar as Necessidades do seu Público

Conhecer o seu público não significa estritamente montar um público alvo. É entender todas as etapas do processo de compra do seu consumidor. Uma vez estudado o seu comportamento, podemos identificar estratégias e oportunidades que podem ser aproveitadas no seu site. Podemos separar este processo em 3 etapas:

– Estado Antecedente

Estado que antecede o momento da compra. São situações que levam a pessoa a querer consumir o seu produto. Podem ser divididas pelo contexto de uso, pela pressão do tempo, pelo humor, orientação, influenciadores, etc.

– Ambiente de Compra

Estratégias feitas no momento da venda para influenciar o usuário a efetivar a compra. Algumas delas são: experiência de compra, estímulo no ponto de venda, interação na venda, etc.

– Processo Pós-vendas

São estratégias montadas no pós-venda para criar a fidelização do cliente. Podem ser criadas através da satisfação do consumidor, do descarte do produto, dos mercados alternativos, etc.

Ao definir todas as etapas deste processo de compra, irá conseguir modelar o seu site de acordo com o seu público, no momento de compra específico em que ele se encontra.

Além destas orientações sobre o seu público, damos ainda algumas dicas sobre O QUE NÃO FAZER no seu site. Há algumas ações que podem prejudicar em vez de ajudar para obter bons resultados comerciais.

Como o seu Site Pode ser um Factor Contra o seu Público

  • Um site de produtos direcionados para pessoas de terceira idade, que utiliza fontes pequenas, cores fortes e uma grande quantidade de botões, vídeos, imagens, etc.
  • Uma empresa com produtos focados num público com menor poder de aquisição, feito com um layout muito sofisticado. O contrário também é muito prejudicial, ou seja: um site direcionado a públicos de classe A, com design extremamente simples e que não transparece a proposta de valor da marca.
  • Sites que oferecem serviços, mas não possuem os casos de sucesso, imagens de trabalhos realizados, equipa, etc.

2) Aplicar Técnicas de SEO

O SEO é o conjunto de estratégias e diretrizes implementadas no seu site para que suba de posições no ranking dos mecanismos de busca, como o Google.

Os mecanismos de busca são a principal porta de entrada na web para o seu negócio. Isto é, se você estiver bem posicionado, o seu site contará com uma quantidade significativa de visitantes.

Esta parte necessita de uma análise mais técnica, mas existem algumas frentes com as quais pode ir trabalhando para obter melhores resultados, tais como:

Pesquisa de Palavra-chave

Ao fazer um estudo de palavras-chave relacionadas com o seu negócio, consegue identificar, entre outras informações, termos que possuem menos concorrência, por exemplo.

Com estas palavras-chave, poderá obter um resultado mais rápido e com menos esforço. Pode conferir as palavras-chave através de ferramentas como o Google Adwords.

Conteúdo Relevante e Único

A criação de conteúdo é um dos pontos principais para se atrair, de forma mais natural, usuários que realmente estão interessados no seu negócio. Os textos não precisam ser apenas sobre a sua empresa, mas sim sobre o seu segmento de mercado.

Link Building

Os mecanismos de buscam visualizam o link building ou backlink como uma boa prática, e assim beneficiam a sua posição nos resultados de busca. O link building é a troca de links entre sites.

Se tem, por exemplo, um site que vende cursos de redação, pode citar no seu conteúdo um curso de outra escola parceira, direcionando o seu público a este site através do seu link.

Para que o backlink seja bem feito, o contrário também deve acontecer, ou seja, os sites, de preferência, relacionados ao seu negócio devem também criar links em conteúdos apontando para o seu URL.

Estas são apenas algumas das inúmeras técnicas para se fazer o SEO. Caso queira utilizar a estratégia no seu site, o ideal é que se aprofunde mais no assunto ou fale com uma empresa especializada em SEO.

3) Realize a Conversão

A conversão vem logo após ao SEO. Não adianta atrair muitos visitantes ao seu site se eles não efetuam a compra ou, no mínimo, deixam os seus contatos para uma abordagem futura. Fazer um site focado em conversão é uma arte. Tem que conseguir “ler” muito bem os sinais dos seus usuários e entender como funciona a mente dos clientes.

Aqui, muita coisa pode ser feita através de testes A/B. Vamos ver algumas dicas mais simples, que pode começar a implementar agora no seu site:

Cores dos Botões

Por incrível que pareça, o simples acto de trocar a cor do botão, muitas vezes, já influencia no aumento da taxa de conversão. A cor em si não importa muito; o mais importante é o contraste com o resto do seu site.

Por exemplo, o botão de compra, que é o mais importante precisa de ser de uma cor que não tenha sido utilizada em nenhum outro lugar do site. Isto faz com que ganhe destaque.

Há casos em que apenas alterar a cor do botão resultou num aumento de quase 20% na taxa de conversão da página.

Texto dos Botões

Aqui está outro ponto importante, e que pode gerar resultados positivos sem muito esforço!

Utilizar simples estratégias temporais de senso de urgência, como colocar na descrição da conversão a frase “Comece a Implementar Agora”, ou fazer chamadas na primeira pessoa, como “Quero Testar” ou “Quero Comprar”, já podem melhorar o seu resultado de conversão. Esta é a conhecida técnica de Call to Action.

É importante, ao fazer estas alterações, comparar os dados do antes e depois. Geralmente, são necessárias algumas tentativas em vão, até que se consiga chegar a um resultado efetivamente positivo.

4) Melhore a Usabilidade do Seu Site

A usabilidade do seu site é extremamente importante para que você possa vender mais pela internet. Uma página de internet tem que ser fácil de se mexer, com as etapas muito bem delimitadas e expostas que indiquem facilmente o caminho que o usuário deve seguir.

Sites complexos, que colocam à disposição muitas opções para o usuário, e que o deixam na dúvida, simplesmente não vendem. Estudos mostram também que, se um site demora mais do que 3 segundos para carregar, a taxa de usuários que o abandonam é gigante.

Por isto, temos que tornar o processo de compras o mais simples e prazeroso possível, e não complexo e stressante.

5) Faça Garantias

Apesar do grande crescimento do e-commerce e do fortalecimento do comércio virtual, muita gente ainda tem receio de fazer compras pela internet. Portanto, para aumentar a sua taxa de vendas, ofereça garantias do seu produto.

Assim, você estimula os seus visitantes a confiarem nas suas ofertas. E o melhor: demonstra confiança no seu produto ou serviço, o que, num meio tão concorrido como a internet, pode ser uma vantagem! Pode fazer isso de algumas maneiras:

  • Trabalha com preços? Aumente a agressividade da sua campanha e dê garantias de preço, cobrindo as ofertas dos concorrentes.
  • O seu produto é extremamente útil e as pessoas que o utilizam por alguns dias não conseguem mais viver sem? Ofereça, como garantia, alguns dias de utilização grátis.
  • O seu serviço possui qualidade acima da média e a taxa de satisfação é altíssima? Dê a garantia do serviço. Se, no período de 30 dias, o usuário não gostar, devolve o dinheiro.

6) Aumente as Vendas pelo Mobile

Neste ano de 2017, vivemos um “boom” de acessos à web através do telemóvel. Hoje, não basta ter um site responsivo… é necessário fazer um site específico para otimizar a usabilidade no mobile.

No mundo, temos uma quantidade de acessos superior a 50% em browser. Mas, se focarmos apenas em acessos através das redes sociais em dispositivos móveis, por exemplo, os números já chegam aos 75%.

Portanto, vale apena fazer uma análise detalhada do seu site utilizando o telemóvel e simulando o processo de compras. Assim, poderá identificar caminhos por onde os seus usuários podem estar a escapar.

7) Dedique-se ao CRM (Customer Relationship Management)

O CRM é uma ferramenta poderosa, que reúne todos os dados dos seus clientes, dando informações valiosas sobre os seus hábitos de compra.

Ok, mas como fazer o meu site vender mais através deste recurso?

  • Pode criar campanhas segmentadas para cada público, aumentando muito a sua assertividade.
  • Pode também conhecer a região demográfica em que o seu público está, para poder modelar as suas ofertas.
  • Pode identificar padrões de compra para destacar um produto ou outro, e fazer ofertas combinadas.

8) Faça a Análise de Dados

Por fim, chegamos a um dos grandes trunfos do marketing digital, que é a análise dos dados!

Realize constantemente o levantamento de dados, avaliando o que está a dar certo ou não, bem como o número de visitantes, a taxa de abandono de carrinho, as páginas mais visitadas, entre outros. Com isto, irá conseguir constatar, em TEMPO REAL, tudo o que está a acontecer no seu site.

Assim, terá melhores condições de tomar decisões mais acertadas e de forma proativa. É só “ler os sinais” que o mercado dá, antecipar ameaças e identificar oportunidades.

Conclusão

Para conseguir responder, de forma satisfatória, à pergunta “como fazer o meu site vender mais” é necessário realizar um processo constante de trabalho e análises, que exige dedicação e esforço. Mas, como vimos, a internet oferece um mar de possibilidades, que compensa tal dedicação. Muitas vezes, os administradores de uma empresa perdem o foco frente a inúmeras ações que trazem baixos resultados. E é exatamente nesta hora que é preciso pensar mais à frente!

É importante ressalvar que nenhuma destas técnicas isoladas irá transformar o seu site da noite para o dia, mas sim com um conjunto delas. Os resultados somados é que irão possibilitar o sucesso que sempre quis. Quer vender mais pela internet?

Design UX vs Design UI

Design UX vs Design UI, os Consumidores são cada vez mais exigentes, avanços constantes na tecnologia dos sistemas e produtos, além da procura de novidades, faz com que os fabricantes pensem em maneiras inovadoras de agradar ainda mais o utilizador final.
Um site por exemplo, quanto mais rápido e prático, melhor para o usuário. E para deixar tudo isso alinhado temos o design UX e o design UI.

Design UI

Design UI (User Interface), na tradução “interface do utilizador” é a parte visual do projeto, onde o utilizador poderá navegar e perceber todos os detalhes do projecto.

A função de um UI designer é resolver problemas de cores, detalhes e todas as partes visuais de um site, ou outro projecto digital.

Design UX

UX (User Experience Design) visa oferecer assim como o próprio nome explica, a melhor experiência de utilizador.

O trabalho do Design UX é justamente evitar que o tipo de experiência aconteça de maneira eficaz, proporcionando a melhor experiência ao utilizador.

O designer UX estuda as necessidades reais do utilizador para que no fim seja elaborado um  projeto positivo.

Design UI e Design UX complementam-se?

Para um projeto ser completo, sim, é necessário o trabalho do design UI e do design UX, já que um garante a facilidade de utilização e parte estética do projecto, o outro garante a eficiência agregada a sentimentos positivos que compõe o sucesso ou não  de um projeto.